Como criar tipos: do esboço à tela

Cristobal Henestrosa, Laura Meseguer e José Scaglione

Como se projeta um tipo? Que caracteres são essenciais em uma fonte? Qual é a diferença entre uma letra romana, uma oblíqua e uma itálica? Como criar tipos é um guia que responde estas e outras perguntas de forma clara e direta, com foco tanto nos iniciantes quanto nos iniciados em design de tipos.

R$ 55,00

Em estoque

Sobre o Livro

Originalmente publicado pela editora espanhola Tipo e, Como criar tipos é um livro dedicado ao design de tipos, que interessa tanto a iniciantes quanto a iniciados. Trabalho de forte caráter didático, surgiu da vontade de se publicar um livro sobre design de tipos em castelhano, explicando com clareza e precisão o processo de criação tipográfica, conforme anunciaram os editores Elena Veguillas e Manuel Sesma na apresentação da 1ª edição. Nesse sentido, esta obra surge em momento oportuno, visto que a escassez de títulos com essa abordagem não é um problema restrito às comunidades hispanófonas. Afinal, só recentemente, com a tipografia digital, as ferramentas de produção de tipos se tornaram acessíveis a um público maior.

No Brasil, a crescente profissionalização na área do design de tipos enfrenta dois obstáculos para seu amadurecimento: a carência de bibliografia de referência e a inconsistência no uso da terminologia. Portanto, a escolha de editar a presente obra é, abertamente, um enfrentamento ao primeiro desses impasses. Ao trazer a experiência de três designers de tipos com formações distintas, com o objetivo comum de compartilhar suas práticas, o livro apresenta uma visão plural dos métodos projetuais.

Conteúdo

1. Motivações

Considerações preliminares à criação de uma nova fonte.

2. Escrita, caligrafia, desenho de letras e design de tipos

Diferenças entre cada um dos métodos, características e elementos em comum, e considerações em relação à sua aplicação ao desenho de caracteres tipográficos.

3. Processos e métodos

Métodos de rascunho, sistemas de proporções e estrutura, correções ópticas necessárias, pressupostos e princípios metodológicos.

4. Digitalização

Princípios do desenho digital de caracteres, ajustes ópticos nos mesmos, formas fundamentais na construção de um tipo, sequencialidade e derivação de formas.

5. Espaçamento e kerning

A importância das contraformas na hora de ajustar o espaçamento, métodos básicos de controle e ajuste de espaçamento, numerais e espaços verticais.

6. Programa tipográfico

Design de conjuntos, os estilos em uma família (itálicos, negritos e condensados), tamanhos ópticos, diferenças formais e construtivas, superfamílias e extensões do modelo inicial.

7. Tipografia como software

O papel da tecnologia digital no design de tipos, desde os fundamentos que facilitam a compreensão do funcionamento e as características de uma fonte até os modelos de codificação incluindo as vantagens do formato OpenType.

8. Distribuição

Direitos e modelos de distribuição, cópias e pirataria, modelos de negócio, etc., em uma linguagem acessível e sem descrições jurídicas complexas.

9. Perspectiva

Reflexões a partir de uma perspectiva puramente pessoal do processo de design de tipos.

Sobre os autores

Cristóbal Henestrosa (Cidade do México, 1979) é mestre em design tipográfico pelo Centro de Estudios Gestalt (Veracruz) e diplomado em design de tipos pela The Cooper Union (Nova Iorque). Antes de atuar como designer de tipos, foi chefe de produção gráfica na editora Libraria e no suplemento literário Hoja por Hoja. Projetou as fontes Fondo (para o Fondo de Cultura Económica) e Espinosa Nova (recuperação de um tipo neo-hispânico do século XVI). Lecionou em várias instituições como o Centro de Estudios Gestalt e o Centro de Diseño y Comunicación. É membro da ATypI (Association Typographique Internationale), do Type Directors Club e membro fundador do Círculo de Tipógrafos.

Laura Meseguer (Barcelona, 1968) é designer gráfica e designer de tipos. Em 1992, uniu-se ao coletivo Type-Ø-Tones junto a José Manuel Urós, Enric Jardí e Joan Barjau, iniciando uma fase de experimentação tipográfica que durou dez anos. Deste período são os tipos Frankie, Cortada e Adelita. Em 2003 cursou a pós-graduação Type and Media da KABK (Academia Real de Belas Artes de Haia), obtendo o título de mestre em Design de Tipos com seu projeto Rumba. Após a experiência holandesa se especializou em lettering e tipografia. É professora de tipografia nas escolas Eina, Bau e Elisava (Barcelona), autora do livro sobre tipografia para design editorial TypoMag: tipografía en las revistas, e ministra palestras e workshops sobre design tipográfico. Seus tipos mais recentes são Lalola e Multi.

José Scaglione (Rosário, 1974), é designer gráfico e de multimídia, e mestre em Design de Tipos pela University of Reading, Inglaterra. É sócio-fundador da fundição independente TypeTogether, pela qual publicou várias fontes. No campo acadêmico, José ensina tipografia na Universidad Nacional de Rosario, é professor da especialização em Design de Tipos da Universidad de Buenos Aires e é frequentemente convidado para ministrar palestras e workshops sobre tipografia e design de tipos em instituições e eventos internacionais. Em 2013 foi nomeado presidente da ATypI (Association Typographique Internationale), associação da qual é membro desde 2007. Em 2012 coordenou o concurso e conferência Letter.2, promovido pela ATypI em Buenos Aires.

Ficha técnica

título original

Como criar tipografías: del boceto a la pantalla.
Tipo-e Editorial, Madrid, 2012

tradução

Priscila Lena Farias

edição e projeto gráfico

André Maya e Rafael Dietzsch

revisão

Aline Queiroz, Ana Amélia Viana e Silvia Thomé

impressão

Impresso em offset na Athalaia Gráfica, Brasília.
Papel Offset Alta Alvura Suzano 90g (miolo) e cartão Supremo 250g (capa).

formato e acabamento

Formato 158 x 222 mm, 152 páginas.
Acabamento brochura costurada, capa flexível
Peso, 270g

local de publicação

Brasília

ISBN

978-85-68809-00-6

Um livro essencial para todos os interessados em desenhar tipos, trazendo os principais assuntos conceituais, estéticos e técnicos do type design, com uma abordagem prática e didática, de quem projeta e ensina tipografia.

Volnei Matté

Type designer e professor da UFSM