Últimas Do Blog

Relações entre corpo e entrelinha

por Daniela Franca   |    em 25 Outubro 2017   |   

Nosso último post permeou alguns parâmetros de como comparar diferentes desenhos de tipos. Após realizar o teste de comparação de fontes e, por fim, escolher uma, poderemos começar a esboçar outros atributos do projeto gráfico. Pode-se iniciar um projeto de diferentes maneiras, porém, neste post, falaremos sobre a especificação de corpo e entrelinha como um dos primeiros passos para a elaboração do projeto. É importante ressaltar que há diferentes caminhos possíveis para alcançar uma relação harmônica entre esses dois parâmetros. Assim, pretendemos falar um pouco do método que utilizamos aqui na Estereográfica antes de iniciar algum projeto gráfico. Nesse sentido, é importante ressaltar que esse método, apesar de voltado para meios impressos, também pode ser aplicado a meios digitais (com os devidos ajustes).

No primeiro post, discutimos sobre tamanho nominal e tamanho óptico dois conceitos referentes ao corpo do tipo. A escolha do corpo adequado para o texto depende muito do uso/função do documento e do público-alvo que se deseja atingir. Nesse sentido, Cyrus Highsmith, em seu livro Entre Parágrafos, observa:

Naturalmente, o tipo não deve ser muito pequeno. A maioria dos leitores já passou pela experiência de não conseguir ler algo porque as palavras não eram suficientemente grandes para serem discernidas. () Quando o texto é muito grande, as palavras não cabem confortavelmente na área de foco. É como observar um quadro grande a apenas dois passos de distância. Não é possível vê-lo todo de uma vez. (p. 39)

No entanto, não somente o corpo tem o papel de fornecer uma leitura agradável. Nesse sentido, quando falamos em corpo para um projeto de livro, consequentemente há a necessidade de se falar sobre entrelinha. Há situações em que essas duas relações funcionam de forma diferente, como no título de um cartaz com uma única linha de texto. Mas, no caso deste artigo, estamos falando de como esses dois parâmetros podem caminhar juntos na tentativa de alcançar o mesmo objetivo: o conforto na leitura.

Entre os autores publicados pela Estereográfica, há algumas concepções/definições do termo entrelinha. Cyrus Highsmith define entrelinha como o espaço em branco, acima e abaixo das letras, formado entre as linhas de texto.” (Highsmith, p. 21). Numa definição mais precisa de Fred Smeijers, o termo descreve «a distância entre as linhas de base do texto: que é a dimensão realmente útil na especificação de composições de texto» (Smeijers, p. 17). Quando corretamente dimensionada, a entrelinha ajuda os leitores a conectarem uma linha de palavras com a linha seguinte. Percebe-se, portanto, que a relação entre corpo e entrelinha é importante e pode mudar a experiência do leitor com o texto. Segundo Highsmith:

O excesso de entrelinha pode dificultar a conexão dos pensamentos de uma linha aos pensamentos da linha seguinte. Já a falta de entrelinha pode dificultar ao leitor acompanhar as linhas do texto. No meio de uma linha, seus olhos podem escorregar para a linha de baixo. O leitor também pode se perder no percurso de volta do final para o início da próxima. Em uma coluna estreita, onde os olhos não precisam voltar tanto, não é preciso muito espaço entre as linhas. Em colunas mais largas, um pouco de espaço adicional entre as linhas pode facilitar aos leitores acompanhá-las. (Entre Parágrafos, p. 71).

Imagem retirada do livro Entre parágrafos, de Cyrus Highsmith (pp. 70–71). Clique para ampliar.

Mas, então, como definir corpo e entrelinha adequados para um parágrafo de texto? Os próximos passos descrevem o método que utilizamos para testar essas relações de corpo e entrelinha, utilizando o InDesign como ferramenta.

Crie um novo documento formato A4 (orientação paisagem, de preferência), com três colunas. Em cada coluna, deve-se inserir três parágrafos de texto apresentando, aproximadamente, o mesmo tamanho (é recomendável um parágrafo de mais ou menos 6 linhas). No total, teremos nove blocos de texto. Depois de organizá-los na página (conforme imagem abaixo), configure os três blocos de texto da primeira coluna para que tenham corpo 9pt. A segunda coluna deverá ter 10pt, e a terceira, 11pt.

Primeiro passo do teste: especificação do corpo com entrelinha default de 120%. (Clique para ampliar)

Agora, pensando horizontalmente, a primeira linha de blocos de texto deve ser configurada com a entrelinha de 120% do tamanho do corpo do parágrafo específico. Ou seja, basta multiplicar o tamanho do seu corpo pela porcentagem da entrelinha indicada: para o corpo 9pt, sua entrelinha será de 10.8pt (9pt x 1.2 = 10.8pt). A segunda linha deve ter 135% de entrelinha e a última, 150%. A ideia é que, ao final do teste, existam nove blocos de texto para que possamos trabalhar com os tamanhos 9pt, 10pt e 11pt e com as entrelinhas 120%, 135% e 150%, como na imagem abaixo. Observe que essas porcentagens (120%, 135% e 150%) são os valores iniciais que utilizamos como padrão em nossos testes. Esses valores podem variar, mas, tradicionalmente, não se utilizam valores menores do que 120% para entrelinha de blocos de texto de leitura contínua.

Segundo passo do teste. Utiliza-se a notação x/y pt pois estas duas medidas estão intrinsecamente ligadas. Não há como falar de corpo sem considerar a entrelinha. (Clique para ampliar)

Vale ressaltar que, se o seu objetivo com este teste é um projeto impresso, é importante que o teste seja de fato impresso (preferencialmente em uma impressora laser, cujo ganho de ponto é usualmente menor do que o de impressoras jato de tinta), para uma real avaliação da relação de corpo e entrelinha. Ou seja, não faça julgamentos dos resultados em tela, pois são meios totalmente diferentes. Para dar certo, tem que imprimir!

Ao analisar alguns desses testes, com diferentes fontes, você chegará à conclusão de que, geralmente, de nove blocos de texto, o resultado ideal está entre quatro deles, como mostra a imagem a seguir. Obviamente, esta zona de calor, é diferente para cada desenho de tipo. Provavelmente, tipos com grande altura-x e ascendentes curtas (como a Sole Serif) pedem mais entrelinha. Já tipos com a altura-x pequena e as ascendentes longas (como a Alegreya, na imagem abaixo), geralmente precisam de menos entrelinha. Isso acontece porque o espaço em branco acima da altura-x varia de acordo com a altura da ascendente. Quanto maior a altura-x, menor o espaço em branco acima das minúsculas, que é compensado por meio do aumento de entrelinha

Zona de calor: o círculo indica a região cujos resultados estão mais próximos de uma relação de corpo e entrelinha harmônicas. (Clique para ampliar)

É importante ressaltar que os resultados desse primeiro teste podem não ser satisfatórios, e um ajuste fino se faça necessário. Isso significa que talvez seja preciso modificar os parâmetros iniciais de corpo e entrelinha, realizando um segundo teste com valores intermediários na região da zona de calor”. Tomando como exemplo a imagem acima, digamos que, após a análise do teste impresso, percebeu-se que Alegreya 10pt é muito pequeno, e 11pt muito grande. Por isso, talvez seja interessante verificar se um valor intermediário funcionaria melhor, realizando um teste com corpo 10,5pt.

Há outras razões/justificativas na hora de se especificarem os valores de corpo e entrelinha em um projeto. Por exemplo, a decisão de um editor para que a página tenha menor rendimento e, assim, a espessura da lombada de um livro seja maior. E vice-versa. Ou simplesmente pela decisão de se deixar a entrelinha mais aberta, com o objetivo de tornar a mancha de texto de um livro visualmente mais aberta, arejada. Enfim, nessas escolhas e especificações, entram em campo tanto critérios subjetivos como objetivos, e esses variam caso a caso. 

Este post serviu para indicarmos alguns direcionamentos possíveis para a realização de um projeto gráfico de livro. Nosso objetivo é que o leitor consiga dar os primeiros passos na realização deste projeto tendo em mente que os parâmetros de corpo e entrelinha se correlacionam. Nos próximos posts, falaremos da relação desses dois parâmetros com a largura de coluna da página e com outros atributos.

Fonte utilizada para o teste: Alegreya (Huerta Tipográfica).



Leia Também

Relações entre corpo e entrelinha

por Daniela Franca     |      em 25 Outubro 2017      |     

Nosso último post permeou alguns parâmetros de como comparar diferentes desenhos de tipos. Após realizar o teste de comparação de fontes e, por fim, escolher uma, poderemos começar a esboçar outros atributos do projeto gráfico. Pode-se iniciar um projeto de diferentes maneiras, porém, neste post, falaremos sobre a especificação de corpo e entrelinha como um […]

Como comparar desenhos de tipos

por Daniela Franca     |      em 29 Agosto 2017      |     

Ao iniciar um projeto de livro, é natural estar indeciso em relação à escolha de uma fonte para o seu texto. Entre diversas categorias de tipos para texto, como escolher uma fonte entre tantas outras? É claro que muito do que analisamos cai no terreno do gosto pessoal. Porém, antes de qualquer coisa, a maneira […]